Como escolher um Provedor de serviços em nuvem?

O mercado de serviços em nuvem está explodindo com um grande número de novos players. Para as empresas que pensam em migrar para o modelo de nuvem, analistas prepararam uma lista de 9 dicas para as quais elas devem estar atentas na hora de escolher um provedor de serviços em nuvem.

9 dicas para escolher um Provedor de nuvem

1 – Experiência técnica

Um serviço em nuvem não é commodity e nem é tão simples como prover um servidor entre milhares de um data center. O serviço requer bastante conhecimento técnico para configurar o sistema correto, que garanta segurança para os dados da empresa e permita que o negócio rode sem interrupções. Por conta disso, a primeira coisa a ser verificada em um provedor de serviços em nuvem é a qualidade de sua equipe e sua capacidade técnica.

2 – Confiança

Na prática, as empresas estão migrando dados corporativos para o servidor de um terceiro e, por isso, elas precisam realmente confiar naquela organização. Um bom começo é entrevistar a equipe interna de TI para checar se aquele provedor de nuvem é confiável. Isso inclui pedir referências e testemunhais e pesquisar o provedor de serviços em nuvem por completo, como as entidades setoriais de que participa e suas certificações.

3 – Garantia de uptime

Uma empresa pode ter seu servidor fora do ar por algumas horas no meio da semana? Se a resposta for não, ela deve pedir garantias de uptime para seu provedor de nuvem. Mais que isso, pesquisar junto aos clientes sobre as quedas anteriores e em quanto tempo o serviço foi reestabelecido. Qualquer prazo maior do que uma hora por mês é inaceitável para grande parte das empresas.

4 – Ferramentas disponíveis

O provedor tem um bom conjunto de ferramentas para ajudar seus clientes com funções como análise, gerenciamento de dados, segurança etc.? Este bom conjunto de ferramentas pode ajudar os clientes a reduzirem custos em seu time de operações de TI.

5 – Facilidade de migração

Será fácil migrar os dados para a nuvem? A migração é um dos pontos críticos para empresas que estão se movendo para a nuvem, por isso é bom que elas chequem se os provedores contam com ferramentas e suporte que tornem esse processo menos doloroso.

6 – Garantias de desempenho

Não apenas o uptime é importante, como também métricas de desempenho. As empresas devem questionar seus provedores de nuvem sobre os servidores que estão utilizando, velocidade de acesso a disco, modelos de processadores, banda de rede e a disponibilidade de SSDs.

7 – Suporte ao cliente

A empresa que utiliza serviços em nuvem vai confiar sua estrutura de TI a um terceiro, então o que ela faz se um servidor cai no início do dia por conta do mau funcionamento de um aplicativo? Há garantias de que o problema será resolvido rapidamente? O suporte ao cliente é crítico e é importante que o provedor de serviços em nuvem ofereça suporte técnico 24h, ao menos nos dias de semana. Se o suporte é pobre, o usuário pode se preparar para aumentar os gastos com sua equipe interna de TI.

8 – Segurança

Esta deve ser a principal prioridade do provedor de nuvem. A empresa deve questioná-lo sobre suas iniciativas para garantir a segurança de dados e aplicativos.

9 – Custo

Finalmente, tudo gira em torno do custo. As empresas que utilizam serviços em nuvem devem checar todos os valores (avulsos, mensais, por uso etc.) e garantir que eles estejam claramente especificados no contrato.

Gostou do conteúdo? Tem alguma dúvida? Entre em contato com nossos Especialistas Mandic Cloud, ficamos felizes em ajudá-lo.

Serviços Profissionais em Cloud